Entidades comemoram adesão do governo federal à Parceria Global pelo Fim da Violência contra Crianças e Adolescentes

O governo brasileiro é o mais novo membro da “Parceria Global pelo Fim da Violência contra Crianças e Adolescentes”, liderada pela Organização das Nações Unidas (ONU). Marco na história do país, a adesão foi obtida graças ao trabalho da Coalizão Brasileira pelo Fim da Violência contra Crianças e Adolescentes.

A entrada do Brasil representa o compromisso de que o país irá elaborar políticas sistemáticas pelo fim da violência contra crianças e adolescentes. Mais de 30 entidades haviam entregado no dia 31 de janeiro um pedido formal cobrando ações de enfrentamento e o fim dessa violência.

Assim, o governo federal assume o compromisso de desenvolver um Roteiro Nacional (Roadmap) de ações integradas para balizar as avaliações do Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e de Adolescentes (2011-2020). O acordo ainda prevê o desenvolvimento de um sistema de indicadores sobre crianças e adolescentes, com foco na identificação das violações de seus direitos.

O representante do Instituto Alana, Pedro Hartung, a secretária nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Berenice Maria Gianella, e o chefe da Assessoria Internacional do MDS, Evandro Araújo, durante entrega de manifesto pelo fim da violência infantil

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Fonte: Observatório 3º Setor