Comunicação: Uma importante ferramenta de gestão

Comunicação: Uma importante ferramenta de gestão

Quando a comunicação é realizada de forma eficaz, tem a possibilidade de construir uma imagem institucional para a organização, agregar valor junto a seus fornecedores e clientes, construir relacionamentos, motivar equipes e, desta forma, tornar-se fator decisivo na busca pela sustentabilidade.

As estratégias devem ser determinadas de acordo com as necessidades e objetivos da entidade, podendo ser realizadas ações mais ou menos ostensivas. Porém, em um ambiente mercadológico, a comunicação quase sempre tem a intenção de persuadir e sensibilizar o receptor a tomar atitudes que beneficiem a organização de alguma forma.

O Terceiro Setor passa, atualmente, por uma importante fase de crescimento, e a dúvida é se as entidades estão se comunicando na mesma proporção deste crescimento. Sabe-se que a procura por profissionalização para o Terceiro Setor tem aumentado consideravelmente, o que leva a gestões mais estratégicas e consistentes. Mas há ainda uma grande parcela de organizações que não possuem um departamento de comunicação, ou, muitas vezes, nem mesmo um profissional especializado na área.

Segundo Dreyer e Johann Peter, as instituições do Terceiro Setor, em sua maioria, apesar de avançarem no quesito comunicação e na abordagem de temas como responsabilidade social e ambiental, nem sempre são corretamente percebidas pela população quanto a sua relevância social, e alguns dos motivos para isso é a falta de comunicação entre estas entidades e a sociedade em geral e a falta de espaço para o assunto na mídia.

A palavra sustentabilidade tem sido utilizada no ambiente empresarial e na própria imprensa com muita frequência, mas, muitas vezes, seu conceito fica limitado a uma ideia financeira ou econômica. A comunicação pode ser colocada em segundo plano diante de tantas prioridades presentes no cotidiano das organizações, mas com a possibilidade de acesso à informação cada vez maior as pessoas são impactadas por um número de dados muito grande. Neste caso, a presença e o fazer-se notar neste ambiente pode ser fator decisivo na sustentabilidade de uma causa.

(texto extraído da Revista Filantropia – SINIBREF afiliado ao Instituto Filantropia)